top of page

Estratégias Nutricionais na Infecção Urinária

A infecção do trato urinário (ITU) é uma das causas mais comuns de infecção na população, principalmente entre idosos, crianças e mulheres.

No caso das mulheres, isso acontece, na maioria dos casos, por uma questão anatômica; a mulher possui maior proximidade entre a vagina e o ânus e menor extensão da uretra, quando comparada com a dos homens. Mas os homens também podem apresentar infecção urinária, sobretudo quando há alguma doença de próstata associada. Então, os cuidados valem para todo mundo!!


Imagem: Priscila Barbosa


Quando pensamos na nutrição, algumas estratégias podem auxiliar na prevenção e no tratamento:

  • Ingestão adequada de água: Primordial mesmo em dias mais frios, ela é fundamental para o bom funcionamento do organismo de modo geral e é importante para ajudar na limpeza da uretra e da bexiga, reduzindo o risco de instalação e multiplicação dos micro-organismos patogênicos.

  • Consumo de cranberry: ele é rico em antocianidinas e proantocianidinas, polifenóis com alto poder antioxidante que ajudam a reduzir a capacidade das E. coli uropatogênicas (bactérias mais frequentes nos casos de infecção urinária) aderirem ao epitélio urotelial. Apesar de presente em muitos estudos, esse efeito tem resposta individual e varia de acordo com a forma de administração do cranberry.

  • Suplementação de D-manose: um tipo de açúcar que pode ser utilizado em conjunto com outras estratégias terapêuticas para auxiliar no tratamento da infecção, uma vez que também pode dificultar a aderência das bactérias às células uroteliais.

  • Uso de probióticos específicos que podem ajudar no combate da infecção. Cepas como Lactobacillus salivarius , Lactobacillus plantarum e Lactobacillus acidophilus apresentaram efeitos inibitórios na aderência de E. coli , Staphylococcus epidermidis e E. faecalis nas células da bexiga.

  • Manutenção de níveis adequados de Vitamina D: estudos recentes mostram que a vitamina D auxilia na melhora da integridade epitelial, por regular as proteínas das junções de oclusão, o que pode melhorar a proteção contra a infecção.


Essas estratégias podem ajudar, principalmente, nos casos de infecção urinária de repetição. Porém, todas elas devem ser utilizadas apenas com acompanhamento nutricional e não necessariamente excluem o tratamento medicamentoso.

Os casos devem ser avaliados individualmente em conjunto com o médico!



Referências:

  1. González de Llano D, Moreno-Arribas MV, Bartolomé B. Cranberry Polyphenols and Prevention against Urinary Tract Infections: Relevant Considerations. Molecules. 2020;25(15):3523.

  2. Mohanty S, Kamolvit W, Hertting O, Brauner A. Vitamin D strengthens the bladder epithelial barrier by inducing tight junction proteins during E. coli urinary tract infection. Cell Tissue Res. 2020;380(3):669-673.

  3. Maki KC, Kaspar KL, Khoo C, Derrig LH, Schild AL, Gupta K. Consumption of a cranberry juice beverage lowered the number of clinical urinary tract infection episodes in women with a recent history of urinary tract infection. Am J Clin Nutr. 2016;103(6):1434–42.

  4. Moroni RM, Brito LGO. Infecção Urinária de Repetição na Mulher – Estratégias de Prevenção. Febrasgo. 2017. Disponível em: https://www.febrasgo.org.br/pt/noticias/item/266-infeccao-urinaria-de-repeticao-na-mulher-estrategias-de-prevencao

Comments


bottom of page