top of page

café ao acordar, será o melhor momento?

A ingestão de cafeína aumenta a secreção de cortisol, o hormônio do estresse, que é também o hormônio responsável por nos acordar. 




O cortisol tem o seu pico natural, no nosso sistema, justamente no começo da manhã para nos despertar. Quando tomamos um cafezinho logo ao acordar aumentamos ainda mais a concentração desse hormônio.


Níveis elevados de cortisol durante longos períodos podem impactar:

  • em prejuízos ao sistema imunológico;

  • no aumento do apetite com preferência por “comidas reconfortantes”, que tendem a ser as comidas de maior densidade calórica;

  • no aumento de gordura abdominal;

  • na redução de massa muscular.


Se formos considerar ainda o ambiente em que vivemos, com muitos fatores estressores, tanto ambientais, quanto emocionais, que já geram aumento de cortisol, pode ser ainda mais interessante ajustarmos o momento de consumo do café para evitarmos o aumento induzido pela cafeína.


Para os que têm esse costume diário, o aumento tende a ser reduzido - uma certa adaptação do corpo -, mas não é eliminado.



Referências

  1. Lovallo WR, Farag NH, Vincent AS, Thomas TL, Wilson MF. Cortisol responses to mental stress, exercise, and meals following caffeine intake in men and women. Pharmacol Biochem Behav. 2006 Mar;83(3):441-7. doi: 10.1016/j.pbb.2006.03.005. Epub 2006 May 2. PMID: 16631247; PMCID: PMC2249754.

  2. Lovallo WR, Whitsett TL, al'Absi M, Sung BH, Vincent AS, Wilson MF. Caffeine stimulation of cortisol secretion across the waking hours in relation to caffeine intake levels. Psychosom Med. 2005 Sep-Oct;67(5):734-9. doi: 10.1097/01.psy.0000181270.20036.06. PMID: 16204431; PMCID: PMC2257922.

  3. Katsuhara S, Yokomoto-Umakoshi M, Umakoshi H, Matsuda Y, Iwahashi N, Kaneko H, Ogata M, Fukumoto T, Terada E, Sakamoto R, Ogawa Y. Impact of Cortisol on Reduction in Muscle Strength and Mass: A Mendelian Randomization Study. J Clin Endocrinol Metab. 2022 Mar 24;107(4):e1477-e1487. doi: 10.1210/clinem/dgab862. PMID: 34850018.

  4. Van der Valk ES, Savas M, van Rossum EFC. Stress and Obesity: Are There More Susceptible Individuals? Curr Obes Rep. 2018 Jun;7(2):193-203. doi: 10.1007/s13679-018-0306-y. PMID: 29663153; PMCID: PMC5958156.

Kommentare


bottom of page